CENSOS 2021

Arranca a operação Censos 2021, em São Martinho.

De norte a sul do país, regiões autónomas inclusive, os recenseadores seleccionados para o efeito vão, a partir de hoje, bater à porta de todos os alojamentos para entregar a comunicação com a informação necessária para o preenchimento do inquérito.
Os Recenseamentos da População e da Habitação “Censos” são as maiores operações estatísticas realizadas em qualquer país do Mundo e destinam-se a obter informação sobre a população e o parque habitacional. O Instituto Nacional de Estatística é a entidade responsável pela sua preparação e realização, contando na Madeira com o apoio da Direção Regional de Estatística da Madeira, das Câmaras Municipais e das Juntas de Freguesia.
A esta freguesia concorreram 144 candidatos a recenseadores que, após uma intensiva formação e avaliação pela coordenação municipal, seleccionou 24 elementos efectivos e 7 suplentes.
Em São Martinho, o Presidente da Junta é também o coordenador do inquérito. Duarte Caldeira Ferreira realça a importância dos Censos pois “é a forma de actualizar a informação que já tem 10 anos e que, no caso desta freguesia, que cresceu muito na última década, está claramente desactualizada”. O Autarca sublinha que após a conclusão dos Censos, será possível termos “uma imagem real e mais precisa sobre quantos somos, como somos, onde vivemos e como vivemos”. Como Presidente de Junta, Duarte Caldeira Ferreira vê os Censos como “uma ferramenta de trabalho”. Essa informação será utilizada pelos órgãos decisores do país, onde também se enquadram os órgãos de Poder Local, que assim podem melhor decidir as medidas a tomar”. Através deste inquérito exaustivo será possível aferir, por exemplo, qual o número de escolas, creches, lares de idosos que são necessários, ou onde se devem construir as vias de comunicação ou os hospitais, e tomar as decisões mais corretas.
Financeiramente, realça o Presidente de Junta, é também um documento essencial para o futuro pois “permite uma mais correta distribuição de fundos pelas Autarquias Locais”. Em São Martinho, a logística está centralizada num espaço criado para o efeito no edifício da Junta de Freguesia. É lá que nos últimos dias foram ultimados os preparativos para o arranque desta operação. A dimensão da freguesia obriga a que exista um coordenador e três subcoordenadores. São Martinho conta com 13882 alojamentos identificados, divididos por 24 secções. Um número que pode aumentar, caso existam alojamentos recentes e que ainda não estejam georreferenciados. A fim de facilitar todo o processo, nomeadamente a quem não tem acesso ao preenchimento online, que só ocorrerá a partir do dia 19 de abril, a Junta de Freguesia vai disponibilizar em breve um gabinete de apoio que funcionará das 09:00 às 17:00, de segunda a sexta, e que poderá ser contactado pelo número 926294990 ou presencialmente, através de prévia marcação por telefone. Duarte Caldeira Ferreira refere que “há ainda uma faixa da população que não domina as novas tecnologias ou que não tem acesso às mesmas e que pode necessitar de apoio no preenchimento do inquérito. E esse é o nosso papel”.
A Junta de Freguesia de São Martinho apela ao preenchimento do inquérito através da página “censos2021.ine.pt”, utilizando o código que consta nas cartas que serão distribuídas, a partir desta segunda-feira, pelos diversos recenseadores.
A resposta aos Censos é obrigatória, nos termos da Lei. Todas as respostas são confidenciais, não podendo as mesmas serem divulgadas individualmente nem utilizadas para outros fins que não os estatísticos. Os recenseadores do INE, que estarão identificados, assim como todos os intervenientes nos Censos estão obrigados ao dever de sigilo. Outras das preocupações passa pelo actual contexto epidemiológico, tendo sido definido um protocolo para a execução dos Censos 2021 em segurança.


Usamos cookies no nosso site para melhorar o desempenho e experiência. Ao continuar, declara aceitar todos os cookies.